quinta-feira, 15 de junho de 2017

A Londres alternativa: Camden Town



Há aquele roteiro de Londres que toda a gente faz: Trafalgar Square, Torre de Londres, Westminster e o Big Ben, Buckingham Palace, para tentar ver a rainha, e mais uns quantos pontos turísticos incontornáveis. Mas, para quem quer ir um pouco mais além e conhecer uma Londres mais alternativa, Camden Town é o local a visitar.


É uma zona residencial antiga da cidade, que se desenvolveu à volta dos terminais ferroviários e dos enormes depósitos onde se armazenavam todo o tipo de mercadorias que abasteciam a cidade de Londres. Devido a esse movimento, foram aí criados grandes estábulos onde chegaram a viver 400 cavalos! Havia todo o tipo de atividades e equipamentos ligados às cavalariças, como ferreiros, fabricantes de selas e mesmo um hospital veterinário.





Com o desenvolvimento dos transportes, toda a zona se foi degradando e caindo no esquecimento, até que, nos anos 60, se reanimou como centro do movimento punk.
Hoje, Camden Town fervilha de animação, com cinco mercados, de rua ou cobertos, onde pode encontrar à venda absolutamente tudo o que se possa imaginar. Vendem-se roupas e sapatos usados, ao lado de barracas de T-shirts e roupas de marca. Há lojas vintage de roupas e mobiliário. Encontram-se peças de joalharia, bijuteria, objetos exotéricos, postais antigos, produtos de couro artesanais, tecidos orientais, botas do exército. 





sex-shops e estabelecimentos que fazem tatuagens ou colocam piercings. Vendem-se cogumelos e drogas leves em cada esquina. Provavelmente, as mais pesadas também se vendem, mas não tão abertamente. E cada estabelecimento publicita os seus produtos na fachada do prédio, da forma mais fantástica e deliciosa.


Uma das lojas mais conhecidas é a Cyberdog, que vende roupa futurista, no meio de um ambiente estranho e frenético. Mas também se encontram espaços teatrais e bares com música. Amy Winehouse e Morrissey viveram aqui. Charles Dickens também, mas já passou muito tempo!...
Há aqui portugueses, como em todo o lado, e tomamos café num elétrico / café, explorado por um emigrante do Porto. A bandeira de Portugal e os pastéis de nata não enganam…




Com o tempo, Camden Town, com os seus mercados cruzados por canais, tornou-se um local de moda, mas sem perder o seu cunho característico e alternativo. Nada ali é estranho, a não ser, talvez, o nosso olhar.


A Normandia dos Desembarques

"O dia em que chegaram" - Escultura comemorativa do Desembarque aliado, em Sainte-Mère Église Falar da Normandia é falar ...