quinta-feira, 20 de maio de 2010

El Rocio

(Santuário da Virgen del Rocio)

A primeira impressão diz-nos que estamos no Far-West, talvez num cenário de um filme de índios e cowboys. Outra hipótese é alguma estância na América do Sul, onde dominam os gaúchos e condutores de gado.
Mas não é assim, estamos em plena Andaluzia espanhola, na pequena localidade de El Rocio. É fácil de encontrar. Situa-se no extremo norte da Reserva Natural de Doñana, perto da estância balnear de Matalascañas. Mas é um mundo diferente.

(Altar do Santuário, onde se pode ver a Virgen del Rocio)

Toda a vida da aldeia se organiza em torno do Santuário da Virgen del Rocio. Para a igreja, de exterior imaculadamente branco e interior brilhante de talha dourada, converge anualmente uma das maiores peregrinações de Espanha. A Romaria de El Rocio, como é conhecida, celebra-se no fim de semana do Domingo de Pentecostes. Aqui confluem as culturas cigana, andaluza e equestre, é o reino dos flamencos e das sevillanas. E tanto os homens como as mulheres se vestem a rigor para participar na peregrinação. Há vários caminhos, bem definidos, para chegar ao Santuário da Virgen del Rocio, e os peregrinos seguem-nos, a pé, a cavalo, ou em carros enfeitados com flores.

(Imagens da Romaria, importadas do Google)

A chegada a El Rocio marca o início da festa. Não há ruas alcatroadas, aqui só há ruas atapetadas de areia, onde os cavalos pisam confortavelmente. À frente das casas, não há zonas de estacionamento, há suportes em madeira para prender os arreios dos cavalos.

(Hermendade de Sevilha)

Nas ruas principais, alinham-se as Hermendades, casas de repouso para os peregrinos, mandadas construir pelos habitantes de muitas localidades da Andaluzia, desde cidades como Huelva ou Sevilha, até pequenas vilas, todas rivalizando na decoração e grandiosidade. As Hermendades são mais de cem, algumas já muito antigas, datando dos séculos XVI e XVII.

(Hermendades de Palos de la Frontera, reconhecível pela caravela no topo, já que é a pequena localidade de onde saiu Cristovão Colombo, e a de Puerto de Santa Maria)

Mesmo hoje em dia, El Rocio mantém a sua mística. Alguma é para consumo turístico, mas muita é ainda vivamente sentida pelas gentes que ali vivem ou ali se dirigem na peregrinação anual. E também nós nos deixamos vencer por ela quando, na grande esplanada fronteira ao Santuário, olhamos à volta e só vislumbramos os campos de Doñana, percorridos pelas suas manadas de cavalos selvagens, guardados por águias e onde os últimos linces da Península Ibérica ainda conseguem sobreviver.

(Vista sobre os campos de Doñana)

(Fotografias digitalizadas, de Teresa e Fernando,
 excepto as indicadas como sendo retiradas do Google)

26 comentários:

  1. Que lugar bem diferente mesmo!Lindo de ver e conhecer!obrigado pela carona...beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Olá Teresa
    Parece mm algures no continente americano, não é?
    Sabes, ofereceram-me um cruzeiro a Itália na condição de não ir sozinha. Eu já disse que agora nunca ando só, tenho sempre o dito (o bicharoco), mas tem de ser alguém da espécie humana. Só que ninguém gosta de cruzeiros!!
    Já viste a minha triste sina?

    ResponderEliminar
  3. Ana
    Uau, um cruzeiro a Itália. Olha, eu ia contigo de boa vontade, mas o Fernando nunca mais me perdoava!
    Tenho a certeza que consegues uma boa companhia. A tua filha não gostaria de ir?
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Fiquei com vontade de visitar, pudera com tão boa guia ;-)
    Bom fim de semana.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Que destino delicioso, não conheciamos !!
    Obrigado !!
    Bjs e um ótimo domingo !!
    Antonio & Ellen

    ResponderEliminar
  6. De facto se nos dissesses que a primeira foto era do Mexico, tinhamos acreditado :) Só falta mesmo um sombrero :) Gostamos de descobrir estes recantos andaluzes, região que por sinal gostamos bastante, mas que pelos vistos ainda temos muito que explorar.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Fê-blue bird
    Obrigada por visitar este blogue e por ter vontade de visitar estes locais que vou mostrando por aqui.
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. António e Ellen
    Têm de vir visitar estes cantinhos ibéricos.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Vagamundos
    Pois é, em todas as regiões há coisas interessantes para explorar. Como estamos em crise, decidi mostrar o que há para ver aqui mais pertinho :)
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Olá Teresa, cheguei aqui através do Blog Girls.
    Primeiramente foi para agradecer sua visita e seu comentário tão carinhoso lá deixado.
    Mas é claro que me vislumbrei com as paisagens e não consegui sair antes de ler a história de El Rocio, achei tudo tão mágico, parace até ser um filme, e não realidade.
    Que bonito as pessoas continuarem a manter certas tradições, e esta me encantou.
    Parabéns.

    Volte sempre ao Blog Girls, sua presença será um presente pra nós.

    Aqui quem vos escreve é a Girl Majoli.
    Beijos no ♥

    ResponderEliminar
  11. Olá Majoli
    Eu encontrei o Bloggirls através da Sueli, que conheço há muito tempo. Ela segue o meu outro blogue, Os meus Óculos do Mundo, que também te convido para visitar. Fico muito contente que tenha gostado deste espaço, onde vou anotando as minhas impressões de viagens.
    Bjs e volte sempre.

    ResponderEliminar
  12. Interessante. Não conhecia.
    Obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
  13. Há.dias.assim
    É interessante e é aqui pertinho. Dá para um passeio de fim de semana.
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Teresa, todos os anos, há mais de 20. Passava por estas paisagens e alguns dos lugares selecionados. Para quebrar a monotonia das férias algarvias, lá iamos rumo a Andaluzia e um pouco mais para sul. Não me canso de repetir... As suas fotos estão bonitas e muito bem descrita a escolha que fez. Obrigada por partilhar. Espanha "me encanta..." Granada era escolha de Inverno...

    ResponderEliminar
  15. Teresa,

    Quando se faz anos, é Aniversário por tudo o que é sítio!

    Portanto, reitero tudo o que disse no outro blog e, aproveito para dar mais um beijinho de PARABÉNS, acompanhado de um ramo de flores do tamanho da Primavera!

    Um dia muito Feliz!Para ti, e todos os
    que te são queridos!

    Bjos.
    César

    ResponderEliminar
  16. Ângela
    Estes lugares são conhecidos de muitos de nós (também adoro Granada!), mas o meu objectivo é mostrar locais que são interessantes e merecem uma visita, não sendo longe daqui.
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. César
    Obrigada pelos parabéns e pelo ramo de flores :):)
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Olá!
    Bom encontrar-te de novo.
    Boa perspectiva, como sempre, sobre um acontecimento que envolve uma emoção que nos estarrece, mesmo quando a Fé já teve melhores dias...
    Continuas uma perita em TIC. O conceito dos teus blogues é muito bom.
    bjs

    ResponderEliminar
  19. Olá Tereza, vim do blog da Sueli e fiquei encantada com teu blog, sou numa apaixonada por história, e acho que as festas como essas, tem que ser preservadas e cultuadas.
    Lindas fotos e texto muito explicativo. Beijocas

    ResponderEliminar
  20. Fijate que yo el Rocíos solo lo he visto en la tele, pero por lo que me cuentan amigos que han estado allí el ambiente es impresionante.
    Saludos

    ResponderEliminar
  21. Gostei bastante do blog, uma iniciativa muito interessante. Apetece visitar todos os locais =)

    ResponderEliminar
  22. aqui neste site têm algumas imagens desse local http://andreroque.photoshelter.com/gallery-image/Travel/G00002W1IS4KCq8w/I0000mXaoWTGQRks

    ResponderEliminar
  23. Ola Que bom , estive em El Rocil a 3 anos e somente hoje escreverei sobre esta maravilha.
    Fiquei surpresa com e emocionada com a cidade.
    www.valeriafoz.com.br

    ResponderEliminar
  24. .




    Voltei para seguir seu blog,
    dizer que gosto do seu jeito
    de postar e pra dizer que a-
    manhã, colocarei na minha pá-
    gina alguns momentos meus de
    introspecção.

    Beijos e até lá.

    silviofonso







    .

    ResponderEliminar